agora é Rumbo

Menu
Meu RumboNecessita ajuda?
Para reservar00351 21 005 3103Número fixo nacional, o custo depende da operadora Política de privacidade
Hotéis em Madrid
Todos os dias, uma nova oferta

Tarifas secretas em hotéis de 4 e 5 estrelas de todo o mundo

Viajar nunca foi tão fácil

Com descontos de até 40%: mais simples, impossível

Mais de 15 anos de experiência

Reserve com os olhos fechados um dos nossos Hotéis Top Secret®

Hotéis baratos em Madrid

A capital espanhola converteu-se num dos destinos turísticos preferidos por milhares de viajantes de todo o mundo, apesar de ser uma cidade que não apareceu na história até há cinco séculos, que não tem mar e cujo clima está longe de ser um idílico paraíso. Apesar disso, esta vila cortesã apropriou-se de um grande número de atrações culturais e sociais que lhe foram dando relevo com uma grande quantidade de atrações para permitir que quem a visite possa desfrutar. Hoje, Madrid é a maior e mais importante cidade de Espanha e uma das mais importantes da Europa, sede de algumas das principais multinacionais de setores estratégicos da economia mundial.

A melhor altura para desfrutar de Madrid, por volta de maio, permitir-lhe-á desfrutar das principais festividades da capital e da região a algumas atrações de grande valor como a Feira do Livro. Durante este mês Madrid goza de um clima muito bom para passear e os seus múltiplos parques e jardins estão no melhor momento.

Coisas a ver e fazer:

  • O centro da vida social de Madrid é a Puerta del Sol. Aqui poderá contemplar o emblemático relógio da Puerta del Sol onde tocam os sinos todas as passagens de ano no edifício dos Correios, que hoje é a sede do Governo da Comunidade Autónoma. É aqui o quilómetro zero de Espanha, tradicional ponto de encontro dos madrilenos. Nesta popular praça, que viveu os maiores acontecimentos da história moderna da cidade, há vários monumentos, entre os quais se destaca o famoso Urso e o Medronheiro, os símbolos da cidade. Esta é uma das principais zonas comerciais e com mais vida de Madrid, sobretudo nas ruas adjacentes de Preciados e Carmen. Nas imediações da Puerta del Sol pode passear-se pela Calle Arenal, que é pedonal, onde poderá aceder, a curta distância, a alguns dos mais históricos edifícios como o Monasterio de las Descalzas Reales. Muito próximo daqui, está a Plaza Mayor, a praça mais querida dos madrilenos, onde todos os Natais se comemora um mercado popular com produtos da época. É também o local onde antigamente se comemoravam as corridas de touros e onde se executavam os condenados à morte. Hoje em dia tem um ambiente muito mais lúdico e é um famoso local de celebração de eventos culturais como o carnaval da cidade. A poucos metros fica a plaza de la Villa, por onde antigamente se entrava na cidade através da rua Madrid, daí o seu nome, e que tem a curiosidade de ser a única rua não numerada de Madrid. Nesta rua situava-se a antiga sede da Câmara Municipal.

 

  • O bairro La Latina, a poucos metros da Plaza Mayor, é um dos mais populares da cidade, tradicional ponto de reunião dos madrilenos para comer umas tapas e sair à noite. O ambiente animado da Plaza de la Cebada e das praças mais próximas, sobretudo ao fim de semana, é difícil de encontrar noutros sítios do mundo. Neste bairro encontram-se três dos edifícios mais importantes da cidade: a igreja de La Paloma, a igreja de San Isidro e a Real Basílica de San Francisco el Grande. Não hesite em descer até ao viaduto e conhecer a praça de las Vistillas onde se comemoram os tradicionais festivais patronais da cidade. Um pouco mais abaixo, junto ao rio, um dos melhores parques da cidade junto à Ponte de Segovia: Madrid Río. Na zona da Plaza de Tirso de Molina, onde há uma praça cheia de tendas de flores e uma grande vida cultural, todos os domingos se comemora o famoso Rastro, onde milhares de lojas oferecem produtos de todo tipo em plena rua. Perto deste bairro encontra-se o bairro mais multicultural da cidade: o de Lavapiés. Um emaranhado de pequenas ruas que vão da Puerta de Toledo até Atocha. Perto da Puerta de Toledo está a ponte de Toledo, a mais antiga de Madrid.

 

  • O bairro de Las Letras é o mais frequentado pelos turistas que querem conhecer a vida noturna da capital. O triângulo formado pela Puerta del Sol, a Plaza del Emperador Carlos V (Atocha) e a Plaza de Cibeles reúne no seu interior um mundo cheio de contrastes: na rua de las Huertas e nas proximidades encontrará uma ampla oferta de bares e bebidas, mesmo junto ao Paseo del Prado, onde se encontram os três principais museus da cidade: O Prado, o Reina Sofía e o Thyssen. Ao lado do Museu do Prado encontra-se o Jardim Botânico e a cuesta de Moyano, local habitual de compra e venda de livros usados. Não deixe de visitar o edifício do Congresso dos Deputados, em pleno centro do bairro, e a vizinha praça de Neptuno com a fonte homónima. A pouquíssimos metros de Neptuno encontra-se o edifício da Bolsa de Madrid e o Museu Naval, aumentando a oferta de museus do Paseo del Prado. Os mais famosos hotéis de Madrid situam-se aqui.

 

  • A rua de Alcalá, a mais comprida de Madrid e uma das mais emblemáticas, alberga três elementos fundamentais da cidade. O primeiro é a Fonte de Cibeles, que preside a uma praça onde está o edifício do Banco de Espanha. Em frente a Cibeles encontra-se o Palácio das Comunicações, um enorme edifício e atual sede da Câmara Municipal de Madrid, de cuja varanda poderá ter uma fantástica panorâmica da cidade. O terceiro elemento é um dos edifícios mais reconhecidos da cidade e, possivelmente, o seu principal símbolo: a Puerta de Alcalá. Junto a ela, abre-se o grande Parque de El Retiro, onde é costume os madrilenos passearem e desfrutarem do ar livre num parque com muitas atrações como o Palácio de Cristal e o lago com botes, a estátua de Ángel Caído ou a antiga Casa de Fieras. Aos fins de semana enche-se de artistas ambulantes que preenchem os passeios do interior do parque.

 

  • Uma das mais importantes ruas da cidade é a Gran Vía, onde podemos encontrar a maior concentração de teatros e ruas destinadas ao comércio da cidade. Esta avenida começa na calle de Alcalá, muito próxima da Plaza de Cibeles, e acaba na grande esplanada da Plaza de España e no seu percurso poderá avistar alguns dos edifícios mais emblemáticos de Madrid do princípio do séc. XX. Destacam-se o edifício da Telefónica, o edifício Carrión (Cinema Capitol) e o início da rua que foi retratado pelo excelente pintor hiper-realista Antonio López pela sua enorme beleza arquitetónica. A Plaza de España contém os dois primeiros arranha céus da cidade construídos em meados do séc. XX. Destaca-se no seu centro um monumento a Cervantes, num relaxante parque. Muito próximo encontra-se o Templo de Debod, um dos locais mais interessantes da cidade, uma vez que se trata de um templo do Antigo Egito, resgatado da inundação que motivou a construção da barragem de Asuán. Um entardecer no Templo de Debod é perfeito, uma vez que tem uma varanda orientada para oeste, possibilitando umas maravilhosas vistas da Casa de Campo, o maior pulmão verde da cidade e sem edifícios pelo meio, o que lhe permitirá ver como o sol se põe completamente e a cor laranja faz com que as antigas pedras do templo apresentem a sua máxima beleza.

 

  • A Madrid mais esplêndida situa-se na envolvente da Plaza de Oriente, onde se pode observar o Palacio Real com os seus belos jardins adjacentes. As visitas ao museu do interior do Palácio são muito recomendáveis. Das varandas dos pátios do Palácio conseguem-se umas fantásticas vistas de Madrid para o outro lado do rio. Junto ao Palácio pode-se ver a Catedral de la Almudena. Na fachada este da Catedral encontram-se os restos da antiga muralha árabe da cidade. A Plaza de Oriente convida a um passeio nas suas belas zonas ajardinadas rodeadas das efígies de alguns dos principais reis da Espanha Visigoda e dos Reinos Cristãos. No extremo oposto ao Palácio encontra-se a fachada de trás do Teatro Real. É um dos principais teatros líricos da Europa, localizado na Plaza de Isabel II. Esta praça era um dos limites originais da cidade, e pode-se ver por onde passava a muralha. Estamos novamente muito perto da Plaza de la Villa, uma das zonas mais antigas da cidade e onde se encontram restos de alguns dos edifícios mais antigos, como a igreja de San Nicolás ou a igreja de San Ginés.
  • Perto à Plaza de Colón, onde começa o grande Paseo de la Castellana, encontram-se os Jardines del Descubrimiento, o edifício da Biblioteca Nacional e o Museu Arqueológico na madrilena e comercial Calle de Serrano. Este é o Bairro de Salamanca, o tradicional da alta sociedade madrilena no limite da Madrid mais antiga.

Como deslocar-se?

O aeroporto de Barajas é um dos maiores aeroportos internacionais com ligações aos principais aeroportos do mundo e, por conseguinte, de Espanha. As duas estações de comboio de Madrid, Atocha e Chamartín, estão interligadas com a rede de metro e de comboios suburbanos, além de estarem próximas de grandes interfaces de autocarros urbanos e interurbanos que ligam os bairros da cidade às localidades da área metropolitana.

Os transportes públicos em Madrid são dos mais eficazes do mundo. Ainda que parte do centro possa ser percorrido a pé, Madrid é uma cidade muito complicada de percorrer devido às suas colinas com inclinações pronunciadas e ao grande tráfego rodoviário das principais avenidas. O centro está perfeitamente comunicado com a rede de metro, e a menos que procure hotéis nas zonas mais periféricas de Madrid, haverá sempre um metro nas imediações. Para algumas deslocações curtas talvez lhe interesse apanhar um autocarro, um grande complemento do metro. A rede suburbana está mais orientada para ligar Madrid à sua área metropolitana, mas algumas estações podem levá-lo de uma zona até outra da cidade de uma forma ainda mais rápida que o metro. Existem cartões turísticos de 1, 2, 3, 5 e 7 dias. Serão interessantes se fizer mais de seis viagens por dia, senão é melhor comprar um bilhete de metrobus de dez viagens, válido para metro e autocarro da EMT.

Procura hotéis em Madrid? O pesquisador de hotéis da Rumbo proporciona-lhe hotéis baratos em Madrid ao melhor preço, ajudando a encontrar os hotéis mais centrais, melhor comunicados, ou os lugares com mais encanto. Fique alojado no centro de Madrid com as tarifas mais económicas. Utilizando a Rumbo poderá organizar as suas viagens de negócio, as escapadelas de fim de semana, a próxima ponte ou as férias de verão. Se está à procura do melhor preço para o seu hotel, compare com a Rumbo e verá a diferença. Só tem de indicar as datas de entrada e saída e clicar no botão “pesquisar”. O nosso motor de busca de hotéis em Madrid proporciona-lhe os melhores preços para reservar o seu hotel em Madrid.

Gastronomia, lazer e tempo livre:

Madrid tem uma grande cultura gastronómica que se pode observar na grande oferta de restaurantes, tacas e tabernas espalhados por toda a cidade. Um gato, madrileno castiço, tomará ao pequeno almoço um chocolate com churros ou porras, almoçará uma tapa de batatas bravas, orelha grelhada, tripas, comerá de forma contundente com um completo cozido madrileno ou dobrada a madrilena, lanchará uns barquillos e jantará um bocadillo de calamares. As zonas típicas destes produtos estão em redor do centro. Por exemplo, os melhores chocolates com churros ou porras poderão ser encontrados nos arredores da igreja de San Ginés e da Plaza del Callao. As melhores tapas serão encontradas no bairro de la Latina entre as ruas de la Cava Baja e de la Cava Alta. Os melhores pratos de cuchara serão encontrados em redor do Congresso dos Deputados, em ruas como la Carrera de San Jerónimo ou Echegaray. Os barquillos são encontrados em redor da porta del Sol e da calle de Preciados. E os melhores bocadillos de Calamares estão nas pequenas ruas próximas da Plaza Mayor.

 

A vida noturna de Madrid é muito importante, apesar de ter perdido força nos últimos anos devido às normas sobre ruído e às restrições ao costume de levar a festa para a rua. Os turistas sentir-se-ão bastante cómodos na zona do Bairro de las Letras onde a oferta é muito variada. Nos arredores da Puerta del Sol e da Plaza de Isabel II também existem locais que ficam abertos pela madrugada dentro. Uma das zonas mais ativas da capital encontra-se na zona da Avenida del Brasil, muito próxima do Santiago Bernabéu. Uma zona mais alternativa para festa é Malasaña, em torno da Glorieta de Bilbao e da plaza de Barceló, onde há locais com um ambiente mais roqueiro. Nos últimos anos, um dos destinos preferidos para viver a noite de Madrid é a zona de Chueca, prova de que está em pleno centro da cidade e que a reabilitação que sofreu nas últimas duas décadas fizeram deste bairro uma referência. Aqui estão os locais na moda e os mais divertidos. Este é o bairro gay da cidade e é o símbolo da tolerância em Madrid, onde todos são bem recebidos.